sábado, 28 de fevereiro de 2015

Engenharia social: A pior de todas!




- Por Enio Figueiredo -

Podendo pela sua definição mais elementar ser considerada engenharia. Pois engenharia origina-se do latim ingeniu, que quer dizer "faculdade inventiva, talento". Contudo, a engenharia social baseia-se no enganar, na traição da confiança com o fim de roubar, invadir e destruir.

Segundo publicação da wikipédia,
"Engenharia social em segurança da informação, se refere a prática de interações humanas para que pessoas revelem dados sensíveis sobre um sistema de computadores ou de informações. Este é um termo que descreve um tipo não-técnico de intrusão que depende fortemente de interação humana e envolve enganar outras pessoas para quebrar procedimentos de segurança." 
Os Hackers, portanto, utilizam da engenharia social para terem acessos não autorizados aos sistemas e redes de grandes corporações, afim de obter informações valiosas ou mesmo causar dados elas. Tais pessoas são conhecidas como engenheiros sociais. Entenda na prática como a engenharia social acontece. Para isso vamos tomar alguns exemplos.

  1. Através do lixo: A maioria das empresas não se preocupam com os materiais descartados. Nos quais muitas vezes, podem haver informações como e-mail de funcionários, senhas, dados de clientes e fornecedores que podem ser utilizados pelos engenheiros sociais. 
  2. Redes sociais: Este ponto merece destaque, pois é uma super eficiente forma de o engenheiro social conhecer seu alvo. Saber de seus relacionamentos, dados pessoais, ou seja, ele usa essa ferramenta para ficar próximo pessoalmente de sua potencial vítima. Ainda mais sabendo que normalmente as pessoas não se limitam em expor suas vidas nas redes sociais.
  3. Telefone: Apos ter logrado sucesso nos dois pontos acima, o engenheiro com um simples telefonema, se passando por algum gestor da empresa ou até mesmo fornecedor, poderá conseguir mais informações relevantes da corporação que pretende atacar.
  4. Abordagem pessoal: Confiante das brechas de segurança física da empresa e de funcionários não treinados, o engenheiro social pode até mesmo se passar por um terceiro a visitar a empresa e com elevado poder de persuasão, as vezes associado a desmotivação de funcionários, convencendo aquele que o recebe na visita, este lhe mostrar arquivos confidenciais importantes para sua causa.

Poderíamos citar muitas outras técnicas de engenharia social, haja vista o alto potencial de criatividade humana, especialmente para o crime. Portanto, é de suma importância que as empresas reconheçam esta ameaça e treinem seus empregados a se precaverem das diversas possíveis situações de ataque.


* Conheça o curso formação empreendedora de negócios divulgado pelo nosso portal.


Referência:
http://www.profissionaisti.com.br/2013/10/engenharia-social-as-tecnicas-de-ataques-mais-utilizadas/
http://pt.wikipedia.org/wiki/Engenharia_social_(seguran%C3%A7a)


0 comentários:
Enviar um comentário